Author name: Felipe Lemos

Thiago Motta e Carlo Ancelotti

Autonomia

Mesmo sendo claro o que Ancelotti quer dizer, há margem para diferentes interpretações. Toda comunicação enfrenta um problema quando há ruído, nesse caso não na mensagem, mas no código (ainda que, ao meu ver, seja por vontade do receptor). E é por isso que a palavra “autonomia” preenche e indica com maior eficiência a ideia que quer ser transmitida nessa discussão. Autonomia é a capacidade de se tomar decisões por si só, se autodeterminar independente de fatores externos. Portanto, me parece perfeita. 

Martin Benitez driblando para o golaço contra o Botafogo

Benítez – Tudo o que você podia ser

Toda vez que vou ao Horto ver o América fico na expectativa de que Martín Benítez esteja na escalação. Expectativa porque é raro. O convívio com as lesões deixa o argentino mais fora do que dentro das partidas. A coisa é tão grave que, no dia seguinte, o comentário pros amigos é “dei a sorte …

Benítez – Tudo o que você podia ser Leia mais »

Guardiola e Stones

Four Center Backs: The New Trend of Positional Play

What does Manchester City gain with Akanji as a midfielder in a 2-3-5 formation? How does Arsenal benefit from having Tomiyasu and Ben White orchestrating plays from the inside in the very same 2-3-5? And finally, how does this sustain itself in a model that, at the high level it is executed, should demand players with the highest technical quality and skills? Center-backs, who are undoubtedly the best in the world and have unparalleled ball-playing abilities, are capable of fulfilling these functions… Well, let’s proceed with the analysis.

Guardiola e Stones

Quatro zagueiros: a nova tendência do Jogo de Posição

O que o Manchester City ganha com Akanji como meio-campista num 2-3-5? Como se beneficia o Arsenal tendo Tomiyasu e Ben White armando as jogadas por dentro no mesmíssimo 2-3-5? E, por fim, como isso se sustenta num modelo que, no nível tão alto que é executado, deveria exigir os jogadores com maior qualidade técnica e habilidade? Zagueiros, e é claro que são os melhores do mundo e de capacidade ímpar com a bola nos pés, são capazes de cumprir as funções…Enfim, vamos à análise.

Gol Rodrygo contra o Manchester City

As coisas mais bonitas são as sem explicação

Sempre que meu tio fala do seu Atlético Mineiro há um prefácio indispensável: as injustiças sofridas nos anos 80. “O Atlético é um clube enorme, mas foi extremamente prejudicado lá atrás”. É como se o Galo fosse a consequência de uma ação objetiva e inabalável. Causa e efeito. Se hoje o alvinegro é derrotado, é …

As coisas mais bonitas são as sem explicação Leia mais »

Rolar para cima